A moda do crochê: saiba mais sobre essa trend

Reprodução do Instagram @iude

Reprodução do Instagram @moniquealfradique

Reprodução do Instagram @alixbrand

Reprodução do Instagram @camilacoelho

Reprodução do Instagram @alixbrand

Reprodução do Instagram @alixbrand

30/12/2021 - por Juliana Lopes

Sim, a moda do verão 2022 é crochê! Mas, afinal, vocês sabem o que é crochê? Com certeza teremos seguidoras “crocheteiras”, mas vamos dar uma explicadinha por aqui porque a história é longa.

A palavra vem do termo francês crochet. Estudiosos apontam várias regiões como origens: países da América do Sul, China e Irlanda. Existe uma boa quantidade de livros publicados no século XIX sobre o tema, mas a dica é olhar o site do Victoria and Albert Museum: há publicações e um acervo com centenas de imagens de peças em crochê de séculos passados.

Crochê não é um tipo de tecido, mas o tipo de trabalho que se faz com uma agulha… de crochê. Que é a agulha com um gancho na ponta. Enquanto no tricot são duas agulhas grandes que se cruzam, no crochê é uma agulha só trabalhando o fio.

Os fios dos crochês podem ser de vários materiais, sintéticos ou naturais como o algodão. A saia que @lelesaddi usou na festa de ontem, da marca Alix, é feita de forma manual 100% algodão. Tramas feitas em máquinas são consideradas menos “nobres” porque não há o trabalho de uma artesã por trás.

Reprodução do Instagram @alixbrand

A trama feita pelo crochê pode resultar no que chamamos de renda de crochê. É diferente do bordado, que é feito em cima de outro tecido. Não confundir com o macramê, que é feito trançando os fios com as mãos e pode deixar bem mais espaços vazios na trama.

A trend já deu seus sinais meses atrás em campanhas de marcas e sites de streetstyle, mas com as férias de verão ela está explodindo. Na festa Saravá, que aconteceu em Trancoso, na Bahia, várias influencers desfilaram peças com essa pegada artesanal. “Em meio à aceleração intensa da tecnologia, de fast fashion, de produtos industrializados, a moda mostra para o público o quanto devemos olhar para a manufatura, para artesãos e artesãs que demoram horas e horas para desenvolverem peças como essas, literalmente obras de arte”, disse Lelê Saddi em seu perfil de instagram. O post foi rapidamente repostado com a hashtag #handmade, o feito à mão. Quem valoriza a moda valoriza os trabalhadores da moda, não é mesmo?

Comente esse post!

Deixe seu Comentário