8 Dicas úteis para viajar sozinha

Maria Mazza

Maria Mazza

Dica de Viagens
19/06/2021 - por Maria Mazza

Este é o meu conselho para aproveitar o tempo viajando sozinha, no seu país de origem ou no exterior.

Como um viajante mais “madura” e que gosta de viajar sozinha, muitas vezes me perguntam: “Por que você faz isso?”, “Você não está preocupada em ficar sozinha?”. A verdade é que eu amo viajar sozinha e, com o passar dos anos, percebi que a viagem é apreciada de maneira diferente quando você esta sozinha. Claro, também gosto muito de viajar com família e amigos. É que estou perfeitamente feliz em minha própria companhia e gosto de aproveitar as experiências que você pode ter como viajante independente.

1. Escolha um tempo para planejar sua viagem
Se for a sua primeira vez, ou se você já fez isso muitas vezes, reserve um tempo para planejar sua viagem com cuidado. Verifique se o local que você deseja visitar é adequado para um viajante individual. A maioria é, mas alguns países são menos fáceis de se locomover ou possivelmente suspeitam de estranhos. Se você é mulher, certifique-se de estar familiarizado com as tradições locais, ou seja, cobrindo a cabeça ao entrar no templo e familiarizando-se com as cortesias da região. Planejo muito mais hoje apenas porque tenho mais consciência do que poderia dar errado do que quando era mais jovem.

2. Pesquise o destino, consulte os conselhos de saúde e considere se você precisa de vacinas
Pesquise tudo antes de reservar qualquer coisa! Existem muitas maneiras de fazer isso online: Google, Trip Advisor, os Fóruns do Facebook, o Twitter e outras plataformas de mídia social podem ajudar. Pergunte aos seus amigos, verifique com seu agente de viagens e, se você estiver pensando em ir para uma área que pode ser problemática, talvez queira consultar as páginas de política externa, mas eu realmente não aconselho.

Verifique se você possui um seguro de viagem completo e se as vacinas estão atualizadas. Não se esqueça de tomar todos os seus medicamentos e tirar cópias de receitas. Claro, em tempos de pandemia, verifique se o país a ser visitado permite sua entrada e também as cidades que eventualmente você for fazer escala antes do destino final. Nunca é demais se munir de todas as informações possíveis.

3. Use bagagem leve e não carregue mais do que o necessário
A verdade é que acho cada vez mais difícil carregar uma mala pesada para cima e para baixo da escada. As estações de trem (e o metrô de Londres) são as piores, seguidas de perto por pequenos hotéis e pousadas (albergues) que às vezes não têm elevadores. Pense em como você vai carregar sua bagagem: uma mochila pode ser mais prática, mas se você tem problemas nas costas, elas nem sempre são a melhor opção para viagens mais longas. Não sobrecarregue sua bolsa, afinal o zíper ou a fivela podem quebrar, mas você também pode trazer de volta uma lembrança maior e precisará de espaço.

4. Escolha a acomodação com cuidado
Você quer um lugar grande e anônimo ou menor e mais íntimo? Eu prefiro ficar em hotéis médios ou maiores, idealmente no centro de onde estou visitando. Se o orçamento determinar a tarifa do quarto, posso ir para um hotel menor. Muitos viajantes individuais adoram albergues, pois podem ser amigáveis e ainda dar um pouco de privacidade. Outra opção é o Airbnb, mas eu particularmente me sinto mais segura em hotéis grandes.

5. Peça conselhos a um concierge local ou de hotel sobre onde ir
Na maioria dos hotéis de médio porte ou os maiores, existem concierges que podem dar valiosas dicas. Isso é inestimável, pois pode-se dizer o que quer ver e eles em muitas vezes já tem a informação correta. Pode não ser mais econômico, mas se eles indicam, eu me sinto mais segura .

6. Escolha uma mesa em um canto
“Algum conselho para comer sozinho?” – Essa é uma pergunta que meus amigos costumam fazer. É a parte das viagens que pode ser mais solitária, principalmente à noite. Se você estiver constrangida, escolha uma mesa no canto ou um pouco longe da área de jantar principal, se possível. Outra opção é um assento na janela voltado para o exterior. Assim você admira a natureza enquanto espera seu prato.

7. Descubra onde outros viajantes se encontram
Na maioria das vilas e cidades da trilha turística, sempre haverá um lugar para os viajantes se encontrarem para trocar histórias e compartilhar dicas. Você pode perguntar no seu hotel se você vê grupos de pessoas ou quando está em visitas turísticas. É divertido contar histórias do dia com outros viajantes e você conhece pessoas muito interessantes.

8. Tome precauções de segurança sensatas
Há muitas coisas que você pode fazer para manter-se o mais seguro possível. Aqui estão algumas sugestões: verifique com os habitantes locais se há áreas perigosas; mantenha pertences importantes em um cofre do hotel; leve objetos de valor escondidos em seu corpo; se você tiver uma bolsa, carregue-a pela frente; não faça contato visual em locais onde se sinta inseguro; sempre fique em locais públicos e evite becos, a menos que tenha certeza de que tudo ficará bem; um sorriso é internacional: somos todos iguais no coração!

Quanto mais você viaja, mais vai perceber que a idade é realmente apenas um número. A maioria das pessoas em todo o mundo é amigável, acolhedora e quer ajudar, não importa quantos anos você tenha. Manter-se jovem no coração é realmente importante e traz alegria às suas viagens, criando oportunidades para conhecer novas pessoas e aproveitar ao máximo suas experiências, independentemente da sua idade.

Comente esse post!

Deixe seu Comentário