Viajar é preciso. Educação e estilo também

13/07/2017 - por We Pick

Seja qual for o destino, é sempre uma delícia. Houve uma época em que para entrar em um avião – que eram menores, porém mais confortáveis – era preciso pensar antes na roupa da viagem. As mulheres usavam chapéus e luvas; os homens – de terno, é claro – ficavam bobos com a beleza das comissárias, sempre impecáveis, e que na hora do desembarque entregavam a todos uma caixa de chocolates suíços.

Quando os grandes fazendeiros começaram a ir para Europa de navio levavam uma vaca (no porão) para que a família pudesse tomar o leite ao qual estava habituada. Inacreditável, mas já foi muito mais luxuoso – e bizarro – viajar. Hoje em dia tudo é muito mais simples e de certa forma acessível. Porém, seja em um avião, ônibus ou em uma nave espacial, algumas regras e dicas são inevitáveis:

A sua bagagem de mão é seu kit de sobrevivência/emergência e TEM QUE TER:

– Remédios de uso contínuo e uns extras: para dor muscular e de cabeça, descongestionante, cólica e fitoterápicos ou tarja preta para dormir, mas cuidado, tive uma amiga que teve problemas sérios numa conexão indo pra Paris porque tomou uma dose tão forte que não conseguia se mexer, raciocinar e andar.

→ Garrafinha de água, barrinha de cereal, chicletes e balas. Comidinhas assim, pequenas e simples – Lembre-se de que você não morre se ficar 2 ou 3 horas sem comer.

→ Para quem vai de avião, uma troca de roupa na bagagem de mão é essencial devido às loucuras dos extravios e atrasos. Também não esqueça da blusa de frio. Ônibus e aviões costumam ser gelados. Ah, e chinelos de dedos – já já eu explico!

→ Carregador de celular – um bom pacote de dados de internet ativo -fones de ouvido, que acabam com os ruídos e para os antissociais, já elimina a chance de alguém puxar conversa.

→ Álcool em gel para as mãos – amo! – lenços de papel, batom hidratante para a boca, escovas de dentes e de cabelo, kit básico de maquiagem para desembarcar – Nunca se sabe… Vai que…

→ Todos os documentos, bloquinho de anotações, caneta, um adaptador universal de tomada, revistas e um livro -Sempre levo, nunca leio.

Meio de transportes de viagens são ambientes onde muitas pessoas que não se conhecem compartilham o mesmo espaço para dormir, comer, beber, acordar… Então é uma obrigação importante que neste tempo de convívio no espaço compartilhado as coisas aconteçam com o máximo de bom senso e respeito – a não ser que você esteja em uma suíte privativa da Emirates Airlines, onde os saquinhos dos chás servidos – da Companhia das Índias Orientais, é claro! – são costurados a mão, e todos ganham um kit com pijama e chinelos da Givenchy.

→Não coma nada com cheiro forte ou complicado de manusear. Não tem porque

→Mantenha seu espaço sempre limpo e em perfeita ordem.

→ Fale baixo, ria baixo.

→ Não ande e nem vá descalço ao banheiro. Taí o porque do chinelo, por motivos básicos de higiene e porque escutei de um piloto que em emergências o chão de algumas aeronaves pode esquentar muito. Ah, a proposito, quando sair do seu lugar não se esqueça da bolsa ou carteira.

→ Em hipótese alguma incomode o vizinho – preciso desabafar que uma vez, desesperado em uma turbulência, acordei a mulher ao meu lado pedindo que viajasse de mãos dadas comigo. Era uma psicóloga, mas nem sempre se da sorte.

→ Viajando com crianças: bom, educação vem de casa. Para os mais crescidinhos os pais têm o dever de mantê-los sentados e entretidos nos tablets – com fones! Já os muito pequenos… Bem, um amigo em recente viagem à Europa, disse que um casal – chiquéeeeeeerimo – chegou com um bebê e entregou para todos os passageiros um saquinho contendo algumas guloseimas e tampão de ouvido. Era uma forma de já se desculpar, de antemão, por possíveis transtornos que a criança pudesse vir a causar.

Seja para onde for, luxuoso, caro, longe, perto, simples… De avião, jatinho, ônibus ou charrete… Pode ser em Paris, num hotel mil estrelas, ou na casa de um amigo que não mora mais tão perto, aproveite a magia de conhecer coisas novas e de estar um pouco longe da sua rotina. Imagine, entregue-se, fantasie, delire, esqueça.

Viagem é sempre inesquecível e nada melhor que ser prazerosa em todos os momentos.

Por: Pedro Buzzatto

2 comentários

  1. Erica disse:

    Sugestão: hoje em dia infelizmente ninguém mais lê textos desse tamanho em blogs, pq não usar imagens e textos curtos? Abraços

    1. We Pick disse:

      Obrigada pela sugestão Erica!

Deixe seu Comentário