O que a geração Y tem de especial?

Maria Augusta-Blog Belicosa

Maria Augusta-Blog Belicosa

Comportamento
16/11/2017 - por Maria Augusta-Blog Belicosa

Irreverentes, criativos e descolados os nascidos de 1980 a 1999 têm um comportamento característico e diferente das outras gerações, e por isso são a maior força de trabalho e a turma a mais pesquisadas dos últimos tempos na busca por compreender mercados, estimular negócios e incentivar pessoas. Saiba porque a geração Y pode não ser tão especial assim.

Antes que alguém diga que trabalha, consome, é especial, informo que a geração Y tem um posicionamento de mercado diferente da sua, porque foi a primeira geração que nasceu com habilidades de multitarefas em seu DNA.

Além de já nascerem conectados a internet, sao responsáveis por despejarem no mercado mundial mais de 200 bilhões de dólares em compras pela internet por ano.

Isso porque conseguem estudar, ouvir música, fazer compras online e ainda dar uma olhada ao redor para acompanhar o que acontece no escritório, sem perder o foco.

Na contramão dessa ideia existem especialistas que afirmam que a geração do milênio não tem nada de diferente das outras. E o desconforto com carreiras tradicionais, meio ambiente e até sua visão global sobre as coisas nada mais é do que o fato de ser jovem.

Outro fator dito como próprio da geração Y é o fato deles rejeitarem as nuances comportamentais de outros tempos e se reconhecer pela confusão que fazem. E quem nunca foi adolescente, certo?

O lado positivo dessa turma é o profundo vínculo que criam entre si. E não é à toa que blogueiros, personalidades e pessoas comuns passam do anonimato para uma geração de influenciadores digitais.

Conhecer seus hábitos, preferências e opiniões pode tornar qualquer empresa, pais e pesquisadores vencedores, ao entender a geração Y e adaptar-se a eles para conseguir o que se quer.

É bom saber que eles estudam mais, tem metas profissionais mais precoces e jamais podem ser tratado como homogêneo. Afinal, eles apreciam a diversidade.

Eles são egocêntricos, ousados e podem lhe tirar do sério quando o assunto forem estruturas rígidas. Eles são inconformados com o que já existe e desejam mudança contínua para serem estimulados. E relaxe para conseguir algo dessa turma voce precisa lembrar que um dia foi jovem.

Apesar de você ter lido os 8 mil artigos produzidos sobre esta geração somente esta semana, devemos concordar que a geração Y se tornou especial porque foi a primeira a ser pesquisada a exaustão.

E a reflexão que podemos fazer é que a nossa obsessão com esta geração deve parar. Pois é certeza que somos alguns anos mais velhos desse grupo demográfico e que logo eles se tornaram over porque outro grupo virá para substitui-lo e surpreender a todos com o mesmo desconforto: Carreiras modernas, preocupação com o meio ambiente e a justiça social.

Por: Maria Augusta Ribeiro. Profissional da informação, especialista em Netnografia, escreve para o Belicosa.com.br e é Coordenadora de Comunicação da BPW Brasil.

Comente esse post!

Deixe seu Comentário