Conheça o Instituto Inhotim

Maria Canedo

Maria Canedo

Gastronomia
04/05/2016 - por Maria Canedo

O Instituto Inhotim é um museu de arte contemporânea espalhado por 140ha de natureza e boas energias. O encanto acontece através da fusão entre arte, arquitetura e um Jardim Botânico composto por 5.000 espécies, proporcionando uma beleza única que instiga a nossa capacidade sensorial.

“O Instituto Inhotim começou a ser idealizado pelo empresário mineiro Bernardo de Mello Paz a partir de meados da década de 1980. A propriedade privada se transformou com o tempo, tornando-se um lugar singular, com um dos mais relevantes acervos de arte contemporânea do mundo e uma coleção botânica que reúne espécies raras e de todos os continentes. Os acervos são mobilizados para o desenvolvimento de atividades educativas e sociais para públicos de faixas etárias distintas.” (http://www.inhotim.org.br/inhotim/sobre/historico/)

O Instituto foi fundado especificamente em 2002 sem fins lucrativos, com o objetivo de expor um conjunto de arte contemporânea e desenvolver ações educativas e sociais na cidade de Brumadinho – MG.

COMO CHEGAR
Os únicos meios de transporte para visitar Inhotim é de carro, ônibus ou van.
Brumadinho está localizado há 45 minutos de carro da cidade de Belo Horizonte, por isso, ainda é a melhor opção para se chegar ao museu e otimizar o tempo da sua viagem.
O planejamento do transporte é fundamental para essa viagem, pois as opções são realmente escassas.
Existem algumas pousadas em BH que oferecem transfer até Inhotim com valores que variam de R$400 a R$500 reais. Uma outra facilidade é chamar um táxi até o museu, com valores parecidos ao do transfer.
Como somos de São Paulo, nós pegamos um voo de São Paulo até Belo Horizonte, cidade onde ficamos hospedados, alugamos um carro com retirada no próprio aeroporto e fomos até Inhotim no período da manhã. O valor era mais satisfatório e ainda tínhamos liberdade para transitar por BH.
Nos informamos no aeroporto qual era o melhor trajeto até Inhotim, pois tem dois acessos que saem de Belo Horizonte, e assim, fomos guiados pelo famoso aplicativo Waze através do trajeto via BR-381. É muito simples e fácil de chegar, apenas tomem cuidado com as inúmeras curvas no caminho próximo à Brumadinho.

QUANDO IR
Inhotim é um museu a céu aberto, com diversas obras arquitetônicas espalhadas pelo caminho, que abrigam uma variedade incrível de arte contemporânea exposta para os visitantes. Assim, dias de sol e tempo aberto são imprescindíveis para a visitação do parque, devendo evitar as épocas chuvosas do ano.

COMO VISITAR
Existem duas opções para visitar o Instituto Inhotim: utilizando o transporte interno com carrinhos elétricos {aqueles tipo de golf} e a visita a pé. Apesar do museu recomendar a visita a pé, nós alugamos o carrinho elétrico e foi a melhor atitude que tomamos. Eu recomendo!
Como são necessários 2 a 3 dias para visitar todo o complexo museológico, e geralmente não conseguimos tirar todos esses dias para visita-lo, a visita com o carrinho elétrico proporciona conforto e uma melhor perspectiva do parque e das obras em pouco tempo. Os caminhos são extensos, compostos por terrenos irregulares e pedregulho, muita subida e sol escaldante. Além disso, os carrinhos são guiados por profissionais do parque que te dão uma aula sobre as obras arquitetônicas, artísticas e naturais, e ainda sobra tempo para relaxar com a incrível energia da natureza.
O valor do carrinho para 5 pessoas é R$480,00 reais por dia. Você pode optar por um carrinho exclusivo ou compartilhado comprando pelo site http://www.inhotim.org.br .
Aproveitem e comprem o ingresso no valor de R$40 reais aos finais de semana, incluindo sexta e feriados, ou R$25 reais dia de semana. Segunda-feira não abre.

ONDE COMER
O parque oferece dois restaurantes chamados Oiticica e Tamboril. Eu tive o prazer de conhecer o sabor e a beleza do Restaurante Tamboril.
O valor do buffet é R$84 reais/pessoa e pode se servir a vontade. A culinária é bem mineira, farta e muito saborosa. Já dá para imaginar pelas fotos né ?

O QUE VESTIR
Apesar da beleza paisagística do local e a brisa que ela proporciona, o sol quente e o calor não dão trégua em Inhotim.
Roupas leves e frescas, tênis, chapéu e óculos escuros são itens obrigatórios durante a visita.
Como eu estava com o conforto do carrinho elétrico, eu me permiti usar sandália plataforma baixa como vocês enxergam nas fotos. Mas caso contrário, tênis ainda é a melhor opção para “andarilhar” pelo parque.

Espero que gostem!
Beijos e até mais.
Maria Canedo
@dietaecaviar
www.dietaecaviar.com

2 comentários

  1. NOME disse:

    Amei…quero ir …Otima sugestão. ..Maravilhosa narrativa! !!

    1. Adorei suas dicas!
      O lugar deve ser incrível … Parabéns

Deixe seu Comentário